RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA ME

O ELO PERDIDO Este roteiro leva à exploração do lado ocidental do Parque Nacional Canaima, entre as formações do Auyantepuy e o grande maciço do Chimantá .

O AUYANTEPUY, no idioma dos indígenas pemon-kamarakoto, significa “MONTANHA DO DIABO”, é o maior de todos os tepuys, muito mais enigmático do que o próprio Monte Roraima (que tem apenas 34 km²), faz parte da mesma cadeia do Maciço das Guianas; tem uma altitude de 2.535 metros acima do nível do mar e uma superfície de 700 km². Do seu cume precipita-se a cachoeira mais alta do mundo: o SALTO ANGEL, conhecida pelos indígenas como Kerepakupai-Vena.

Esta viagem é cheia de maravilhosos contrastes que começam quando entramos nas entranhas do mundo perdido, para conhecer o Salto Kavac... Mostrar mais
O AUYANTEPUY, no idioma dos indígenas pemon-kamarakoto, significa “MONTANHA DO DIABO”, é o maior de todos os tepuys, muito mais enigmático do que o próprio Monte Roraima (que tem apenas 34 km²), faz parte da mesma cadeia do Maciço das Guianas; tem uma altitude de 2.535 metros acima do nível do mar e uma superfície de 700 km². Do seu cume precipita-se a cachoeira mais alta do mundo: o SALTO ANGEL, conhecida pelos indígenas como Kerepakupai-Vena.

Esta viagem é cheia de maravilhosos contrastes que começam quando entramos nas entranhas do mundo perdido, para conhecer o Salto Kavac, visitar a Missão da Comunidade Indígena de Kamarata, realizar um trekking de 04 horas até o Monte Tumún, um tepuy que fica em frente ao Auyantepuy e oferece uma vista espetacular do Vale de Kamarata e um pôr do sol multicolorido; navegaremos por vários rios visitando comunidades indígenas, pernoitando em redes nas margens dos rios, vivendo a natureza como nunca antes, até chegar ao pé do Salto Angel, caminhando por trás das quedas d’água e fechando com chave de ouro, o sobrevoo à cachoeira mais alta do mundo. Uma aventura sem igual em um dos lugares mais antigos do mundo, um presente da natureza, uma experiência de vida.

fins de abril até setembro, mas cada ano é muito singular. Melhor contatar a agência antecipadamente para saber as condições climáticas da região, que é muito particular. Nesse período sugerido, a travessia de alguns rios é menos complicada por causa do volume de água. Aliás, o grande atrativo do Salto Angel está justamente na quantidade de água.

Dia 1
Boa Vista 86mt.
Briefing às 08h30 no Hotel Aipana Plaza. A participação no briefing é obrigatória. Tarde e noite livre. Pernoite e refeições em Boa Vista não inclusos.

Dia 2
Boa Vista / Santa Elena de Uairén / Kavac.
Saída de Boa Vista às 05h30, com chegada prevista para às 07h30 na fronteira com a Venezuela. Após os procedimentos aduaneiros, seguimos direto para o aeroporto de S. Elena de Uairén, onde embarcamos em aeronave fretada, para realizar voo de 30 minutos, aproximadamente, até o acampamento Indígena de Kavac, no Vale de Kamarata, aos pés do Monte Auyantepuy. Após o lanche, começamos visita às Cavernas de Kavac, uma verdadeira viagem para o centro da Terra, até chegar a uma cachoeira de impressionante beleza. Depois do almoço, tarde livre para fazer fotos e admirar o entardecer do Auyantepuy. Pernoite em cama.
Dia 3
Acampamento Kavac / Comunidade Indígena Kamarata / Tumún Tepuy.
Depois do café da manhã, embarcamos em um veículo rústico, cruzando a savana por 30 minutos até a comunidade indígena de Kamarata. Lá faremos uma visita à Missão de Kamarata. Depois chegaremos ao porto do rio Akanan, onde podemos atravessá-lo em curiara (barco tradicional indígena) e em seguida iniciar uma caminhada de 04 horas pela mata, e visitar, se possível, uma plantação indígena. Ao meio-dia, chegamos ao topo de Tumún Tepuy, onde passamos a noite em uma rede com mosquiteiro.
Dia 4
Tumún Tepuy / Excursão no topo.
Caminhamos pela savana no topo do tepuy, visitando uma cachoeira de cerca de 40 metros de altura, localizada do outro lado do monte, voltando pela tarde para apreciar o maravilhoso pôr do sol que apresenta o Vale do Kamarata e as majestosas muralhas do Auyantepuy.
Dia 5
Tumún Tepuy / Iwana Merú.
Descemos o Monte Tumun até o porto Akanan, onde embarcamos em “Curiara” (bote indígena tradicional) com motor de popa e começamos a navegação na selva, até chegarmos às corredeiras do Kuk Merú, onde podemos parar para um lanche. Continuamos navegando até chegarmos à comunidade indígena de Iwana Merú, onde passamos a noite em redes. (2h30min de navegação, aproximadamente).
Dia 6
Iwana Merú / Arenal.
Café da manhã no Iwana Merú, embarque na curiara e após 15 minutos de navegação, desembarque para fazer a caminhada pela savana de Campo Carrao, vendo o avião DC-3 que fez um pouso de emergência há cerca de 60 anos atrás. Parada no Kuai Merú para fazer o lanche e continua até chegar ao acampamento Arenal. Pernoite em redes com mosquiteiro. (05 horas de navegação, aproximadamente).
Dia 7
Arenal / Isla Ratón.
Partida do acampamento Arenal após o café da manhã. Continuamos navegando pelo rio Carrao, até chegarmos à confluência com o rio Churum, daí subimos rio acima (02 horas aproximadamente), até chegarmos à Ilha Raton, e durante o percurso nos deslumbraremos com varias cachoeiras enormes, a maioria com 200 mt ou mais de queda d’água, e finalmente, na chegada onde poderemos observar o Salto Angel. Há um ditado que diz: “Todas as cachoeiras da região se parecem com o Salto Angel, mas o Salto Angel não se parece com nenhuma delas” – porque quando a avistamos, é algo esplendoroso. Tomamos o lanche quando chegamos a Ilha Raton, depois fazemos uma caminhada de uma hora, pela selva aos pés do Monte Auyantepuy, até chegarmos ao Mirador de Laime, de onde podemos observar, em primeira mão, a maior cachoeira do mundo, o Angel Falls ou Kerepacupay Vená, como os índios pemón o chamam. De lá, poderemos ir até o poço para tomar um banho rejuvenescedor. Retornamos ao acampamento, onde jantamos e passamos a noite em redes.
Dia 8
Isla Ratón / Canaima.
Partida após o café da manhã, navegando pelo rio Churum (01 hr), até retornar à confluência deste rio com o rio Carrao. Continuamos até chegarmos à Sabana de Mayupa para uma caminhada de cerca de 45 minutos; embarcamos novamente para navegar 20 min. até o Salto El Sapo, uma impressionante cachoeira com cerca de 120 metros de comprimento por 15 metros de altura e onde podemos caminhar por trás de sua cortina de água. Então pegamos o lanche, embarcamos nosso barco e chegamos a Puerto Ucaima. Deste ponto nós vamos para nosso acampamento onde nós passamos a noite em camas.
Dia 9
Canaima / Santa Elena / Boa Vista.
Café da manhã, temos excursão à Lagoa de Canaima para visitar as diferentes cachoeiras que apresentam o toque místico e maravilhoso deste lugar de bilhões de anos. Depois do almoço, embarcamos às 14h30 em um avião para S. Elena de Uairén. Sobrevoaremos a maior Cachoeira do mundo, o Salto Angel, com seus 979 metros de queda livre. Chegamos ao aeroporto de S. Elena de Uairén por volta das 16h00, onde embarcaremos via terrestre rumo à Boa Vista. Previsão de chegada por volta das 19h30. Todos serão acomodados no hotel em tiverem reservas. Mostrar menos
salto angel venezuela cachoeira aventura turismo elo perdido canaima trekking roraima adventures

Envie sua mensagem



Ao enviar a mensagem, eu declaro que li, entendi e aceitei os Termos de Uso.
RORAIMA ADVENTURES TURISMO LTDA ME
Profile image
Sr.Magno Souza
DIRETOR
adm.financeiro1@roraima-brasil.com.bradm.finan...Mostrar info
55 95 3624961155 95 362...Mostrar info
Rua Coronel Pinto, 97 RORAIMA ADVENTURES - SALA 1 - 69301-150
Boa Vista / RR
Brazil